domingo, 17 de janeiro de 2010

Entre duas folhas

"Encostado à noite
sobe de mim
a haste
que recusa a flor
e procura um passáro
para amanhecer

o trigo é alto,
e entre duas folhas
pode-se nascer."


Cristina Almeida

3 comentários:

  1. Tão bonito stora

    ResponderEliminar
  2. Rafaela Silva nº21 7ºC3 de fevereiro de 2010 às 15:34

    ola!!! Eugosto muito deste poema é muito bonito

    ResponderEliminar
  3. Este poema está muito lindo.

    ResponderEliminar